PICOS HUERTOS DEL DIABLO [travessia]

Estes picos situam-se muito próximo do maciço de Peña Ubiña ficando completamente esquecidos face à procura que a Ubiña tem.

Por um lado isso é óptimo pois possivelmente encontraremos as montanhas só para nós. Este percurso é interessante para se fazer em dias incertos face à sua proximidade e possibilidades de antecipar a descida. É pouco aconselhável caso esteja muito vento pois está situado na fronteira entre as Astúrias e Leon, e bastante exposto aos ventos entre as duas vertentes. Por alguma coisa este colo se chama Perto Ventana…

PICO POLINOSA [corredor greimuhel]

A via Greimuhel sobe por um marcado corredor da face nordeste do Pico Polinosa.

É uma evidente linha, com subidas anteriores, mas que foi rebaptizada em 07/Abril/2017 por Anselmo Vidal e Javi, em memória a elementos do GREIM que faleceram durante um salvamento.

O seu acesso, à semelhança da Integral de Mampodre ou do Canal Central de Polinosa, é feito através do Arroyo de Valverde, saindo da povoação de Mampodre.

ESPIGUETE [corredor do circo nordeste]

Trata-se de um corredor que, apesar de acessível e solitário, é sinuoso e onde o sentido de orientação na parede é necessário. O corredor liga partes mais fáceis com pendentes mais verticais, até aos 50º, que contornam zonas de rocha.

É uma forma de subir ao Espiguete fugindo da concorrida via do corredor NE ou a mais fácil via norte.

PICO TONEO [corredor nordeste – tubos]

O Pico Toneo é um dos cimos que ladeia o Puerto de San Isidro. Este pico serve de divisória entre a estação de San Isidro e a de Fuentes de Inverno na fronteira entre Castilla-Leon e as Astúrias. Desde de 2007, ano da abertura de Fuente de Inverno, a vertente por onde segue esta via deixou de ser um local tão sossegado como era. No entanto continua a oferecer uma interessante e acessível subida. Os corredores desta face são bem visíveis da estrada que sobe desde a vertente das Astúrias (Oviedo).

MAMPODRE [integral]

A integral de Mampodre leva-nos a conhecer os picos mais altos deste maciço formando uma circular com início e fim na povoação de Maraña.

Na sua maioria o percurso é a andar existindo só algumas passagens, entre o Cervunal e o Pico do Meiodia, que não passam o IIIº.