SERRA PENEDA [PR12 Rota de Montanha de entre Fojos]

Este trilho é um percurso não marcado sobre o qual não existe praticamente informação para além da referência de ser um trilho que consta no ICNF e da placa junto ao parque de campismo de Travanca.

Erradamente é mencionado como tendo 8.6 kms mas na verdade tem pelo menos o dobro. A não ser que estejamos a realizar uma travessia, ao realizarmos este trilho teremos que voltar ao local inicial novamente. Assim teremos que realizar todo o caminho de regresso somando assim outros 8 kms num total de cerca de 17kms.

SERRA AMARELA [Trilho de Germil]

Trata-se de um pequeno trilho que visita a área de Germil.

Depois de deixarmos o carro junto à igreja seguimos um pouco pela estrada que atravessa a aldeia para nos desviarmos para a esquerda para o início do percurso.

SERRA AMARELA [Trilho Megalitismo Britelo]

Este trilho, “perdido” no meio da encosta da Serra Amarela, encontra-se em bastante bom estado após uma recuperação recente da sua sinalética, apesar de na zona mais interior ainda faltam, ou estão em mal estado, as indicações para os diversos locais.

Saímos da povoação de Mosteirô, onde deixamos o carro. Dado que não existe muito espaço é aconselhável em ter algum cuidado de forma a não incomodar os locais.

SERRA PENEDA [GR Travessia Serra da Peneda e Soajo]


Descrição GPS Folheto

Este é o maior percurso existente (enquanto não oficialmente inaugurado do GR 50 com os seus 200 kms) dentro da área do parque, apesar de uma parte seguir fora dos seus limites.

De forma bastante natural liga varias locais sendo talvez um dos melhores percursos dentro da área do parque.

Apesar de no folheto de divulgação ser sugerido fazê-lo em quatro dias é perfeitamente possível fazê-lo em três. E de todo aconselhável em total autonomia.

SERRA PENEDA [Trilho do Ramiscal]

Trata-se de um pequeno trilho que usa os antigos caminhos de ligação entre as povoações de Vilela Seca, Lordelo e a branda do Rodrigo. Esta branda esta localizada tão próximo de Lordelo que quase parece pertence-lhe.

Este trilho, em Julho de 2019, está extremamente mal marcado, essencialmente na sua parte inicial. Dado que se verifica uma limpeza dos matos na zona mais alta do mesmo esperamos que esteja para breve a sua recuperação.

Dado estar localizado um pouco fora dos sítios habituais este trilho fica um pouco esquecido em relação a outros em áreas mais visitadas, como Soajo ou Mezio.