Montanha Leve

 

 

Alpes Franceses

 > Contamine-Grisolle

 > Contamine-Mazeaud

 > Contamine-Negri

 > Le Râteau Oeste - Aresta Oeste - Ecrins

 > Mont Gioberney - Ecrins

 

Alpes Suiça/Italia

 > Travessia Breithorn - Castor

 

Espanha

 > Pico Torres - Via normal

 > Pico Agujas - Corredores face NE

 > Pico Coriscao - Pelo Collado de Llesba em ski

 > Pico Tesorero - face oeste em ski

 > Canchal de La Ceja - Bejar - em ski

 > Pico Padierna - invernal por Canal S.Luis

 > Peña Fornos em ski - San Isidro

 > Torre Friero - corredor norte invernal

 > Peña Ubiña - Norte Clássica

 > Curavacas- Corredor Sul

 > Pico Murcia - Directa Norte

 > Pico Espiguete - Corredor Nordeste

 

 

 

PICO MURCIA

[norte directa]

Este cume situa-se no parque natural da montanha palentina, perto da cidade de Guardo. No inverno de 2013 fiz uma actividade com um grupo cujo objectivo era a sua face norte por uma via já existente mas a intensa chuva de sábado, e que nos acompanhou durante a viagem desde Portugal, fez os seus estragos. As várias avalanches que percorreram a entrada da via norte fizeram que optássemos por uma linha mais protegida e segura. Pelo que consegui apurar com escaladores espanhóis habituais desta zona terá sido uma abertura.

No domingo saímos de Campooredondo de Alba em direcção a Cardaño de Arriba. O dia ainda estava com bastantes nuvens e muito vento mas parecia quer aguentar. Subimos o vale de Valcabe e a partir da segunda ponte passamos a ter neve continuamente. Com as chuvas dos dias anteriores estava húmida e afundávamos um pouco depois de quebrar a crosta de neve provocada pelo frio da noite anterior. Após umas duas horas de penosa aproximação chegamos há base da norte. Com pena vimos a numerosa avalanches que tinham caído no dia anterior desde a parte superior em quase toda a cara norte. E agora?

Espiguete Nordeste

Após alguma observação optamos por uma linha à esquerda da via da Cara Norte com o inicio protegido por uma grande zona de rocha que nos permitiu equipar em segurança. A linha segue uma serie de zonas protegidas por grandes blocos de rocha que permitem montar boas reuniões. Ao chegar a uma característica zona de rochosa, antes das palas superiores, contornamos pela esquerda (a via da Cara Norte segue pela direita) e atingimos uma zona menos inclinada que nos leva até ao cume.
Toda a via dá para realizar reuniões em rocha com excepção das palas finais onde uma estaca ou âncora de neve nos dão muito jeito.
 A quem a repetir que nos deixe o seu comentário.


 

 

 

 

FOTOS DO PERCURSO

PERCURSO NO MAPA

MAPA EM 3D

FICHEIROS GPS

TEXTO EM PDF

 

 

Horário

1h30 a 2h até à base

2/3h para a via

2 horas descida

Extensão

250 mts

Desnivel Acumulado

Positivo - 950 mts

Negativo - 950 mts

Dificuldade

III/1+ (max.50º)