Popular Tags:

MEADINHA [vias escaleras cielo+ Outsiders+ Queles+ Roy+ Meadinha+ S]

11 Janeiro, 2018 at 9:59

A fraga da Meadinha deverá ser a parede de Portugal mais emblemática em termos de escalada clássica. Só quem alguma vez escalou nesta parede pode entender a magia que a circunda. Situada na Serra da Peneda, em pleno parque Peneda Gerês, a quase totalidade das suas vias foram abertas por escaladores Galegos que em 1972 abriram a primeira via. A maior proximidade e rapidez de aproximação até ao final dos anos 90 fez com que fossem os nostros hermanos a descobrir e explorar a quase totalidade desta maravilhosa jóia da escalada em granito. Dito por um viajado escalador espanhol: talvez seja uma das melhor paredes de granito da península ibérica. Esta parede conta com algumas dezenas de vias: umas com corte mais clássico em que por vezes nem as reuniões estão equipadas, outras, as mais recentes (e felizmente menos), mais desportivas. De qualquer forma a escalada é essencialmente caracterizada por contínuos diedros, areias placas ou atléticas fissuras. Apesar de ser possível escalar todo o ano a melhor altura para escalar na Meadinha é a primavera ou o outono. No verão o calor poderá tornar sufocante a escalada e no inverno podem existir zonas húmidas durante bastante tempo.

PEDRADA – SERRA PENEDA [travanca, guidão, branda cova, pedrada, fojo, travanca]

10 Janeiro, 2018 at 0:31

Depois de várias tentativas de voltas nesta serra, sempre abençoadas pela chuva, finalmente uma volta em que não se podiam pedir melhores condições: muito sol, temperatura amena e uma brisa para manter os corpos frescos.

PEÑA MAÍN – Picos Europa [pela vila de Tielve]

9 Janeiro, 2018 at 23:39

Este é um óptimo miradouro do maciço central desde a parte norte.

Esta é uma das duas formas habituais de subir a esta Peña e efectivamente a mais dura.

Inicia na aldeia de Tielve, fazendo um desnivel de +/- 950 metros, enquanto a outra opção inicia junto a Pandébano, e sobe 500 metros. Tal como todos os caminhos das zonas mais baixas dos Picos da Europa este segue inicialmente caminhos rurais que dão acesso a campos e zonas de pastagem mais altas. Até chegarmos à parte alta, quase no cimo, este caminho tem muitas árvores e sombra.

TORRE UVE [corredor nordeste]

7 Janeiro, 2018 at 20:15

A Torre de Uve é o cume esquecido e que passa despercebido por estar à sombra do Espiguete. Ao contrário de outros corredores do Espiguete este corredor mantém-se em condições mesmo em anos mais secos. Tanto que é estranho que a primeira ascensão só tenha acontecido tão tardiamente.

PICO POLINOSA [face norte – canal central]

4 Janeiro, 2018 at 18:05

A zona de Mampodre é um pouco desconhecida para os portugueses e também para os espanhóis de um modo geral. Na sombra dos Picos da Europa toda esta linha de fronteira entre as Astúrias e Leon fica esquecida até aparecer a Peña Ubiña (que em outros tempos também “sofria” do mesmo mal). Para sair deste anonimato muito tem contribuído os novos responsaveis do Albergue de Maraña….

PEÑA UBIÑA [via elixir de la suerte]

30 Dezembro, 2017 at 21:43

A via Elixir de la Suerte em Peña Ubiña é uma das vias mais procuradas desta sua vertente de Leon. Percorre a parede de forma sinuosa procurando as diversas falhas e ligando campos de neve por diversos canais. A aproximação inicia-se em Torrebarrio, local onde podemos deixar o carro na praça principal (atenção onde estacionam, se o carro ficar a incomodar ele puxam-no para o lado com o tractor!) e subir o estradão de terra batida que segue até à Collada de Llandanay, na base do esporão oeste.

S.MACÁRIO [Póvoa Leiras-Covelo Paivô-Covas Monte-Drave-Póvoa Leiras]

29 Dezembro, 2017 at 23:25

Conheci este percurso por intermédio do Pedro Guedes, da Espaços Naturais, durante uma actividade de preparação para os Alpes onde foi como monitor.

S.Gerês [Travessia Campo do Gerês – Caldas Gerês]

8 Setembro, 2017 at 14:50

Info MIDE

Com o objectivo de efectuar uma marcha de dois dias para um grupo de amigos resolvi ligar alguns percursos que conhecia. Alguns deles não os fazia à mais de 10 anos pelo que era engraçado relembrá-los e recordar quando chegar ao Gerês era uma viagem de aventura entre comboios e camionetas.

PICO TORRES [via normal invernal]

8 Setembro, 2017 at 11:20

Situado na fronteira entre Castilla-Leon e as Asturias e a 2 km da estação de esqui de San Isidro o Pico torres é visível desde do colo que une as duas províncias.

ITINERÁRIO. Do estacionamento seguir uns 150 mts em direcção a Leon e na ponte sobre o rio Isoba (nem sempre visível no inverso por causa da neve) sair da estrada e seguir um caminho à esquerda (só visível quando não há neve). O caminho ao principio segue na direcção contraria ao Pico

TRILHO FRASSINELLI – Picos Europa [PR-PNPE 1 – de Corao aos lagos de Covadonga]

1 Setembro, 2017 at 17:56

Este percurso segue a parte inferior do caminho que Roberto Frassinell, também conhecido como «el alemán de Corao», viveu nessa vila em meados do século XIX, grande amante da natureza, arqueólogo, desenhador, etc., frequentava os picos e em especial o maciço ocidental. Segundo consta este era o caminho habitual desde a sua aldeia. É também uma das vias de acesso do gado do vale de Güeña até às pastagens de