TRIANGULO DO TACUL [contamine-grisolle]

24 Maio, 2018 at 20:32

O Triangulo do Tacul situa-se na face norte do Monte Branco do Tacul, maciço do Monte Branco, Chamonix.

É uma evidente zona rochosa completamente identificável quando se chega via a Agulha do Midi.

É uma via possível de se fazer num só dia saindo de Chamonix desde que tenhamos ritmo para ir de encontro ao horário. Nós optamos por a realizar desta forma. Isto apesar de uma avaria no teleférico da Agulha do Midi que fez que só estivéssemos na base cerca das 10h30 da manhã. Também devido ao mau tempo desse ano estávamos pouco aclimatados sendo esta a nossa primeira subida a esta altitude. O corpo sentia-se cansado e a nossa processão foi mais lenta do esperávamos pelo que acabamos por só regressar na ultima descida do teleférico. É uma via bastante variada, tanto com placas de neve continuas, como misto de gelo e rocha ou estreitos corredores.

Aproximação – Evidente a partir da Agulha do Midi (estação superior do teleférico) ou do refugio das Cosmiques

Descrição – Após passar a rimaya a via inicia do lado esquerdo do triângulo seguindo uma língua glaciar que dá acesso a um pequeno colo.

Quando a ai chegados subir pelo terreno misto ultrapassando a banda de rocha do lado esquerdo do colo para atingir uma longa rampa de neve e gelo.

Subi-la para atingir um estreito corredor que dá acesso à aresta do triangulo.

Dai subir pela aresta, em terreno misto, até atingir o cimo do triângulo.

Descida – Existem duas soluções.
Ou queremos fazer o cume do Monte Branco do Tacul, e ai subimos pela aresta tendo atenção às possíveis cornijas que se costumam formar. Do cimo do Tacul descemos pela via normal para atingir o mesmo caminho que seguimos para a base.
Ou cortamos na diagonal do cimo do triângulo para meio da descida da via normal. Esta descida, apesar de mais rápida, nem todos os anos é possível de realizar. De qualquer forma é uma descida que obriga a mais atenção aos seracs desta face e por vezes a procurar caminho no meio das rimayas.

.


Croqui