PICO ESPIGUETE [aresta este]


Croqui GPS

A via da aresta este é talvez o percurso mais repetido desta montanha. Com um inicio “quase” do carro começamos a subir ao Espiguete de imediato dando a sensação de uma via mais curta. É uma via bastante segura quando as condições de neve nas outras faces não permitem a subida ou são duvidosas. Nestes casos é aconselhável subir e descer pelo mesmo caminho apesar de esta via não ser a mais recomendável para descer o Espiguete.

Aproximação: praticamente não existe. Saímos do estacionamento e pouco depois desviamo-nos para o inicio do evidente esporão à nossa esquerda.

Via: no inicio a aresta é larga e com varias possibilidades de entrada. Mantemos a subida até alcançarmos a zona mais estreita e por vezes bastante aérea e com grande ambiente.

O primeiro cume que encontramos é o cume Este e a partir daqui a via praticamente deixa de subir. Passamos o colo onde a via do canal norte vem ter e seguimos para o cume propriamente dito. Deste voltamos atrás para voltar ao cimo do canal norte. Descemos por ele para no final seguir novamente pelo caminho que subimos até ao parque de estacionamento.

Chegar: Saindo de Guardo (ver direcções), Palencia, em direcção a Camporredondo de Alba, seguimos a barragem para passar Cardaño de Abajo e desviamos logo a seguir para Cardaño de Arriba.

Dormida: Podemos pernoitar no refúgio do ICONA na base ou num dos hotéis de Camporredondo de Alba.

Previsões do tempo


 

ESPIGUETE [corredor do circo nordeste]

Trata-se de um corredor que, apesar de acessível e solitário, é sinuoso e onde o sentido de orientação na parede é necessário. O corredor liga partes mais fáceis com pendentes mais verticais, até aos 50º, que contornam zonas de rocha.

É uma forma de subir ao Espiguete fugindo da concorrida via do corredor NE ou a mais fácil via norte.

TORRE UVE [corredor nordeste]

A Torre de Uve é o cume esquecido e que passa despercebido por estar à sombra do Espiguete. Ao contrário de outros corredores do Espiguete este corredor mantém-se em condições mesmo em anos mais secos. Tanto que é estranho que a primeira ascensão só tenha acontecido tão tardiamente.

PICO ESPIGUETE [corredor nordeste]

Subida invernal pelo corredor NE do Pico Espiguete e descida pelo corredor norte

O cume do Espiguete é uma dos principais da montanha palentina e o corredor nordeste uma das vias mais clássicas da zona. Podemos dividir a ascensão em duas partes. Uma, a subida até ao inicio da via por uma pala de neve e com cerca de 600 metros de desnível, e outra, a via propriamente, com cerca de 400 metros.
Saimos para numa zona conhecida como Pinollano, mais ou menos a meio da estrada que liga Cardaño de Abajo a Cardaño de Arriba.