TONEL [via tresmalhados no tempo]


Descarregar Croqui

Depois de ter escalado a via “Placas do Adriano” procurei uma nova linha que pudesse percorrer esta parede. Esta parecia ser lógica e que poderia necessitar de pouca ou nenhuma protecção fixa nos lances.

TONEL [via placas do adriano]


Descarregar Croqui

Pelas informações que tenho a linha original terá sido aberta antes do ano de 1991 pelo Adriano Machado, utilizando algumas variantes ao percurso actual, e corajosamente escalando com as então conhecidas sapatilhas Sanjo. Nos anos 90 foi utilizada em formações do antigo IPDJ, altura em que possivelmente terá sido equipada quase na totalidade.

Após esse período de um uso mais intenso foi usada de forma esporádica por empresas da zona ou escalada por alguns escaladores de Braga.

CANTARO MAGRO [via deslarga-te]


Descarregar Croqui

Em 2000, durante a preparação para escalar no vale de Yosemite, eu, o João Ferreira e o Miguel Grilo, abrimos uma via na face virada para o corredor dos Mercadores. Como o objectivo era treinar para as grandes vias do vale também esta abertura foi realizada com toda a logistica que implica uma via de varios dias: sacos carregados com comida para varios dias, agua e equipamento de abrigo, hamacs, todo o material para artificial, etc.

O relato e descrição mencionada abaixo foi a publicada na saudosa revista “Montanha” uns meses após a escalada.

Mais tarde o primeiro lance, que inicia na lateral da agora conhecida Placa dos Mercadores, seria forçada em livre em 2006 pelo Paulo Roxo e o Bruno Gaspar resultando num 6c a material.

PAREDE S.BENTO [via covidesca]


Descarregar Croqui

Quando abrimos a via “Sangue, Suor e Picos” já tínhamos ficado de olho nesta linha. Aparentemente conseguíamos ligar partes a material com outras em que teríamos de equipar. S. Bento é uma parede próxima da estrada mas não está propriamente bem visível. Só após um grande incêndio que ocorreu por cima de S.Bento da Porta Aberta (com origem nos foguetes lançados pela festa em pleno verão!!!) é que esta ficou menos oculta. Mas apesar da proximidade só durante uma marcha nesta pendente é que a descobrimos.
Com as restrições impostas pela pandemia a abertura os lances acabou por durante entre Outubro de 2020 e Maio de 2021.

PICO EL POZÁN [aresta dos peñalaros ou esporão jiso]


Descarregar Croqui

Visivel desde da povoação de Potes, ou de vários sitos enquanto subimos pela estrada em direcção ao teleférico de Fuente de Dé, o esporão do Jiso (como é mais habitualmente conhecido) é bem identificável pela sua estetica e vertical aresta que desce do cimo do El Pozan, próximo do Prao Cortés.

Escalada pela primeira vez em Junho de 1969, durante dois dias de escalada, foi batizado como “Aresta dos Peñalaros” em referencia ao seu clube , a Real Sociedad Española de Alpinismo Peñalara. Os seus escaladores, Ezequiel Conde e Gervasio Lastra, foram acompanhados de perto por Enrique Herreros, presidente do clube nessa altura, e impulsionador da abertura de uma via neste atractivo esporão.

Acesso

A aproximação habitual inicia nos prados de Áliva, próximo da capela da Virgen de las Nieves, onde podemos chegar de duas formas: subindo de carro (de preferencia 4×4) desde de Espinama ou subindo no teleférico de Fuente de Dé para depois descer pelo estradão que passa pela Horcadina de Covarrobles até Áliva.

De Áliva subimos ao collado de la Camara para de seguida continuar por uma caminho à esquerda que vai descendo ligeiramente, contorna a base dos picos de La Camara, e segue até ao canal onde começa a via.