CASTELO DA NÓBREGA [via da placa]


Descarregar Croqui

Uma via simples, equipada (atenção ao estado do equipamento) e de aproximação curta numa parede com mais possibilidades. Não é parede para quem gosta de dificuldade mas para ocupar uma manhã e regalar os olhos com as excelentes vistas. Em dias quentes de verão, e apesar de virada a norte, é bastante exposta ao sol.

Acesso

Para quem venha de Braga será melhor seguir pela estrada N101 até à povoação de Portela de Vade desviamos. Caso se venha do Porto é mais aconselhável seguir pela A3 e depois IC28 até Ponte da Barca onde seguiremos pela N101. Apesar de demorar um pouco mais e ser mais longo reduzimos o número de curvas até ao Castelo da Nóbrega.

A via

Dois lances com algum espaçamento entre pontos e escalada de placa. No segundo lance é possível fazê-lo até ao caminho que dá acesso ao cimo.

Descida

À direita da via encontramos um caminho com umas protecções laterais em madeira. Este caminho permite o acesso ao cimo e descida novamente ao carro.

Existem mais vias na área circundante e que podem ser consultadas em climbingportugal.blogspot.com.

 

 

 

 

CASCATA MISARELA [via belavista]

A via Belavista é uma via de vários lances, totalmente equipados, na zona da Cascata da Misarela, Serra da Freita.

Com grande ambiente, e por vezes bem aérea, é talvez uma das ultimas vias do legado que nos deixou o excelente escalador Sérgio Martins.

CASCATA MISARELA [via do monitor]

Esta via aproveita o início da via Testemunha (primeiro lance usado habitualmente como entrada na via Splash) para depois seguir pela aresta, lance comum com a Belavista, para logo seguir pela direita desta.

FRAGAS DA ERMIDA [via mirabilia regnum]

Localizada nas fragas que caem desde o cimo da serra do Marão esta via foi aberta em Agosto de 2012 por Rui Duarte.

Apesar de existir o conhecimento que outras vias já foram abertas nesta parede, esta foi a que acabou por ser mais divulgada, ficando as outras perdidas no tempo e na pouca divulgação.

REDINHA [Zona de escalada Sra.da Estrela]

Redinha, ou Sra da Estrela como também é conhecida, é talvez uma das mais antigas zonas de escalada no centro de Portugal. Situada a meio caminho entre o Porto e Lisboa goza de uma localização privilegiada como um miradouro virado para o mar. As vias variam entre os 7 e os 20 metros e encontram-se espalhadas por uma franja de rocha com cerca de 400 metros de cumprimento. As vias variam entre o IIIº e o 8ª grau, sendo notoriamente uma zona de iniciação à escalada face ao numero de vias acessíveis.