PAREDE S.BENTO [via convidesca]


Descarregar Croqui

Quando abrimos a via “Sangue, Suor e Picos” já tínhamos ficado de olho nesta linha. Aparentemente conseguíamos ligar partes a material com outras em que teríamos de equipar. S. Bento é uma parede próxima da estrada mas não está propriamente bem visível. Só após um grande incêndio que ocorreu por cima de S.Bento da Porta Aberta (com origem nos foguetes lançados pela festa em pleno verão!!!) é que esta ficou menos oculta. Mas apesar da proximidade só durante uma marcha nesta pendente é que a descobrimos.
Com as restrições impostas pela pandemia a abertura os lances acabou por durante entre Outubro de 2020 e Maio de 2021.

ACESSO
Se for só um carro podemos seguir a estreita rua que passa por cima de S. Bento e estacionar junto ao desvio por onde segue o PR7 que sobe para a serra. Entramos nessa rua depois de passar o centro de S. Bento e chegarmos ao alojamento e restaurante da Pála dos Mouros. Logo a seguir a este vemos a rua do nosso lado esquerdo. Para sairmos é aconselhável continuar pela rua e não voltar atrás. A rua é estreita e os locais usam-na num único sentido de forma a evitar os cruzamentos. Se somos vários carros é aconselhável deixá-los junto ao alojamento mencionado antes, já que não haverá lugar para todos sem criar atritos com os moradores. E isso é totalmente desaconselhável se os queremos do nosso lado.

Ao chegarmos ao desvio mencionado seguimos as marcas do PR7. Estas seguem o estradão que nos interessa até alcançarmos um desvio para um caminho à esquerda, junto a uma evidente linha de água. Este caminho é usado pelo gado e está mais ou menos ao nível da base da parede e pode passar despercebido. É importante encontrar esta entrada pois outra opção pode resultar andar em mato mais alto do que uma pessoa.

Abertura do primeiro lance ainda sem pontos

Abertura primeiro lance

A VIA
O lance inicial foi parcialmente aberto de baixo para montarmos a primeira reunião, durante um encoberto dia de Outubro, e que nos permitiu colocar os pontos na placa. O segundo lance, e parte do terceiro, foram abertos de baixo quando conseguimos retomar as escaladas em abril 2021. O final do terceiro lance foi limpo e aberto de cima quanto montamos as reuniões da linha de rappel, e que permitem descer a parede sem ter que fazer o longo caminho através do estradão.

Içar tudo o que é preciso

Lance 1 – percorre a placa inicial da esquerda para a direita, iniciando por umas fissuras inclinadas nesse sentido. No fim da placa o lance continua pela direita de um grande bloco que está bem assente mas somente pousado. Continuamos até à reunião logo em frente.

Lance 2 – saímos para a placa à esquerda da reunião até encontrarmos os pontos que nos levam ao diedro existente à direita. Continuamos pelo diedro até a uma zona vertical que nos corta a passagem. Aí atravessamos para a esquerda em direcção uma chaminé que nos permite o acesso à zona superior e à plataforma da 2ª reunião.

A abrir o 2º lance de baixo

Lance 3 – liga a 2ª reunião à base do início do 4º lance. Inicia por uma parte de trepe fácil que contorna pela esquerda a pequena agulha existente por cima da plataforma. Um ponto com argola no cimo permite fazer segurança ao segundo e descer com segurança para continuar pela linha de rappeis para quem está a descer. Seguimos por uma parte que nos permite andar e aceder ao colo entre a agulha e a base da parte superior.

Limpeza das placas do ultimo lance

Lance 4 – segue por uma placa que durante a abertura nos deu alguns tremores e como abrimos de baixo não existiam pontos. Apesar de não ser extremamente difícil, ao estar coberta de musgo e terra, não permitia uma confiança decente nos pés de gato. A meio lá conseguimos puxar o berbequim e colocar um ponto que evitasse a queda feia na vertical abaixo da placa. Quando descemos para acabar o lance, e limpar esta placa, acabamos por achar melhor colocar mais dois pontos para reforçar a segurança… Esta placa termina numa estreita plataforma (com um ponto onde descemos da primeira subida), que atravessamos para a direita para escalar a placa que nos leva até 4ª e última reunião.

Equipagem da ultima reunião

Trabalho feito! Faltava encadear todos os lances de uma única vez

Acima desta reunião temos uma espécie de anel com mato e temos três opções. Atravessar para a direita até entrarmos no último lance da via “Sangue, Suor e Picos”. Seguir em direcção ao cimo, procurando o caminho por entre os arbustos e blocos, até alcançar o local onde atravessamos para a direita para o estradão que desce até à base. Ou então rappelar seguindo a linha equipada que nos deixa na base.

 

 

 

 

 

Informações

Água é necessário levar água pois não existe abastecimento perto das paredes

Dormida parque campismo em Rio Caldo ou no Campo do Gerês, ou então em outros alojamentos nas mesmas áreas

Rocha granito com cristais de quartzo